Estudante, escola e família: Como plantar ilhas no oceano de possibilidades?

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Gina C. Lemos
https://orcid.org/0000-0002-5975-2739
Leandro S. Almeida

Resumo

Tomando o modelo Oportunidade-Propensão (Byrnes & Miller, 2007), analisa-se a confluência de variáveis do estudante na explicação do seu rendimento académico. Uma amostra representativa de 1917 estudantes, entre o 6.º e 9.º ano, respondeu a um questionário sociodemográfico e a provas cognitivas e motivacionais. As correlações e regressões mostram que o género, as habilitações académicas da mãe, o apoio familiar, as habilidades cognitivas e o autoconceito explicam 47% da variância dos resultados.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Lemos, G. C., & Almeida, L. S. (2022). Estudante, escola e família:: Como plantar ilhas no oceano de possibilidades?. Medi@ções, 10(2), 50–69. Obtido de https://mediacoes.ese.ips.pt/index.php/mediacoesonline/article/view/356
Secção
Dossier
Biografias Autor

Gina C. Lemos, Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal, Centro de Investigação em Educação (CIEd, Universidade do Minho), & Centro de Investigação em Educação e Formação (CIEF, Instituto Politécnico de Setúbal)

É Pós-Doutorada em Ciências da Educação e Doutorada em Psicologia/Psicologia da Educação pela Universidade do Minho. Na docência o foco é em Avaliação Cognitiva, Metodologias de Investigação, Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem, e Educação Inclusiva. Desenvolve estudos sobre cognição e aprendizagem, formação inicial de professores do 1.º e 2.º Ciclos para o ensino da leitura e escrita, e o contributo de práticas artísticas na aprendizagem e desenvolvimento em situação de vulnerabilidade; trabalha na conceção e validação de instrumentos de avaliação psicológica; e colabora em consultoria na avaliação de projetos nas áreas da Educação e Conhecimento. É professora adjunta convidada na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal, investigadora integrada no Centro de Investigação em Educação (CIEd) da Universidade do Minho (financiado projetos UIDB/01661/2020 e UIDP/01661/2020, através de fundos nacionais da FCT/MCTES-PT) e investigadora colaboradora no Centro de Investigação em Educação e Formação (CIEF) do Instituto Politécnico de Setúbal.

Leandro S. Almeida, Instituto de Educação da Universidade do Minho

É Doutorado em Psicologia, Psicologia da Educação, pela Universidade do Porto. É Professor Catedrático do Instituto de Educação da Universidade do Minho. É investigador integrado do Centro de Investigação em Educação (CIEd) da Universidade do Minho. Os seus temas iniciais de pesquisa e publicações tiveram como foco a cognição na sua relação com a aprendizagem e o desempenho académico. Nas duas últimas décadas pesquisa a transição e a adaptação dos estudantes no ensino superior, e impacto destes processos no (in)sucesso académico e permanência/abandono. Desenvolve estudos sobre construção e validação de instrumentos de avaliação psicoeducacional, sendo autor ou coautor de vários testes psicológicos e questionários educacionais utilizados em países de língua portuguesa e de língua espanhola.