Perceções sobre a relação escola-família na educação de infância: Um estudo na formação inicial de educadores e professores

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Catarina Delgado
https://orcid.org/0000-0001-8146-1236
Manuela Matos
Mariana Pinto
https://orcid.org/0000-0002-3077-3202

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar e analisar as perceções de estudantes, do curso de Mestrado em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico, no que diz respeito ao trabalho e à relação com as famílias em contexto de educação pré-escolar. Pretende-se compreender, de que forma equacionam o envolvimento das famílias no âmbito da relação escola-família, a função do educador neste processo e as modalidades e tipos de comunicação que se estabelecem. Os resultados apontam para a valorização do estabelecimento de uma relação próxima e comunicativa entre o jardim de infância e as famílias, embora apresentem uma reflexão pouca aprofundada sobre as diversas dimensões que contribuem para a construção desta relação. 

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Delgado, C., Matos, M., & Pinto, M. (2022). Perceções sobre a relação escola-família na educação de infância:: Um estudo na formação inicial de educadores e professores . Medi@ções, 10(2), 103–120. Obtido de https://mediacoes.ese.ips.pt/index.php/mediacoesonline/article/view/364
Secção
Dossier
Biografias Autor

Catarina Delgado, Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal

Docente do Departamento Ciências e Tecnologias, da área científica de Didática da Matemática, da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal

Manuela Matos, Escola Superior de Educação | Instituto Politécnico de Setúbal

Maria Manuela de Sousa Matos é Educadora de Infância (do quadro do Agrupamento de Escolas da Trafaria) com Licenciatura e Mestrado em Ciências de Educação, área da Formação de Adultos, pela Faculdade de Psicologia e Ciências de Educação da Universidade de Lisboa. Com 44 anos de experiência profissional, 25 dos quais como educadora em contexto de Jardins-de-infância da rede púbica do Ministério da Educação, foi professora no curso de Promoção de Auxiliares a Educadores de Infância, da Escola Superior de Educação de Lisboa (extensão Almada, 1986-1989) e nos cursos da Licenciatura e Mestrados (em Educação Pré-Escolar e Educação Pré-Escolar e  Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico,  na Escola Superior de Educação de Setúbal (1996-2006; 2015-2021), tendo ainda exercido funções no Núcleo de Educação Básica da Educação Pré-escolar do Ministério da Educação e na APEI (Associação de Profissionais de Educação de Infância) como diretora do Centro de Formação. É formadora acreditada no âmbito da Formação Contínua de Educadores de Infância e auxiliares de ação educativa, nas áreas do Currículo e Desenvolvimento Curricular para a Educação de Infância e Trabalho com Famílias e Comunidade.

 

Mariana Pinto, Escola Superior de Educação | Instituto Politécnico de Setúbal

Mariana Pinto é licenciada em Ensino de Português-Francês, Mestre em Educação, especialidade em Supervisão Pedagógica em Ensino de Português e doutora em Didática e Formação, especialidade em Didática e Desenvolvimento Curricular. É professora adjunta na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal. Desenvolve a sua atividade profissional na formação inicial e contínua de educadores e professores desde 1997 e é autora de capítulos de livros e artigos publicados em revistas na área da didática da língua. Tem participado em vários projetos de investigação e de desenvolvimento, sendo atualmente membro do LabELing – laboratório de Educação em Línguas, e do grupo ProTextos – Ensino e Aprendizagem da Escrita, da Universidade de Aveiro. Integra, também, a equipa do projeto ARTICULAR – Uma experiência de articulação curricular na formação inicial de educadores e professores do 1.º ciclo, um projeto de inovação pedagógica desenvolvido na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal.