Indicadores de Inclusão e Equidade em Agrupamentos de Escola A apreciação de Diretores e Líderes Intermédios

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Maria Adelina Manuel
https://orcid.org/0000-0002-3645-4229
Luzia Lima-Rodrigues
https://orcid.org/0000-0003-2021-9467

Resumo

Portugal recentemente criou um conjunto de políticas públicas, designadamente de promoção do sucesso educativo, Educação Inclusiva e da Autonomia e Flexibilidade Curricular. Estas políticas têm-se refletido de várias formas, nomeadamente nos indicadores de Inclusão e Equidade, cujos níveis variam de Agrupamento para Agrupamento. A investigação teve como objetivo identificar em que níveis de Inclusão e Equidade estão dois Agrupamentos de Escolas do distrito de Setúbal, segundo a apreciação dos seus Diretores e das suas Lideranças Intermédias, e segundo os indicadores encontrados nos documentos orientadores dos dois ‘agrupamentos-caso’. Realizaram-se dois estudos de caso, sendo um dos instrumentos utilizados o “Quadro de Revisão” do “Manual para garantir Inclusão e Equidade na Educação” (Unesco, 2019), que se adaptou da escala de análise de um país para a escala de um agrupamento. Os outros instrumentos utilizados foram o questionário e a análise documental. Nos resultados do Agrupamento A os participantes atribuíram o nível mais avançado a um maior número de indicadores de Inclusão e Equidade, e a maior parte destes indicadores estavam refletidos nos documentos do agrupamento. Os resultados do Agrupamento B mostram menos indicadores nos documentos e os níveis atribuídos pelos participantes distribuem-se entre os níveis intermédio e avançado.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Manuel, M. A., & Lima-Rodrigues, L. (2022). Indicadores de Inclusão e Equidade em Agrupamentos de Escola: A apreciação de Diretores e Líderes Intermédios. Medi@ções, 10(1), 196–213. Obtido de https://mediacoes.ese.ips.pt/index.php/mediacoesonline/article/view/325
Secção
Outros artigos