A Motivação para Envolvimento em Atividades Desportivas em Estudantes do Ensino Superior de Desporto e Enfermagem

André Viegas, André Ressureição, Ruben Roque, Teresa Figueiredo, Paulo Nunes, Ana Cristina Figueira, Ana Pereira, Fernando Santos, Mário Espada

Resumo


Introdução: O envolvimento em atividades físicas e desportivas tem sido associado a um conjunto de benefícios físicos, fisiológicos e sociais, tendo sido anteriormente indicado em vários estudos que estas práticas decrescem entre a infância e a idade adulta, além de diferenças na motivação entre género. Objetivo: Avaliar a motivação para a prática de atividades desportivas em jovens adultos ativos. Metodologia: A amostra foi composta por 189 indivíduos (n=95, masculinos: 22.7±9.2 anos e n=94, femininos: 21.4±13.1 anos), todos praticavam atividades desportivas regularmente no momento de realização do estudo. Resultados: Na análise fatorial para a prática desportiva verificaram-se diferenças estatisticamente significativas nas variáveis independentes: género nos fatores “afiliação geral” (P=0.047) e “competência técnica” (P=0.019). A análise por MANOVA revelou diferenças estatísticas em função da idade na questão “entrar em competição” e “ter a sensação de ser importante”, já em função do género as diferenças significativas foram observadas nas questões “descarregar energias”, “manter a forma” e “aprender novas técnicas”. Conclusão: O presente estudo evidencia que variáveis como a idade e género determinam diferenças na motivação para envolvimento em atividades desportivas em jovens estudantes do ensino superior, contudo, nomeadamente ao nível do género, parece observar-se uma alteração de paradigma na sociedade, no sentido de um maior equilíbrio.

Texto Completo:

PDF




MEDI@ÇÕES - Revista Online da ESE/IPS
ISSN: 1647-3078

http://mediacoes.ese.ips.pt
mediacoes@ese.ips.pt

Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal | Campus do IPS | Estefanilha | 2914-504 Setúbal | Portugal