Educação formal, não formal e informal: da trilogia aos cruzamentos, dos hibridismos a outros contributos

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Ana Bruno

Resumo

Um entendimento abrangente da educação possibilita múltiplas e variadas discussões sobre a tipologia das modalidades educativas formal, não formal e informal; bem como o questionamento sobre a sua adequação na reflexão sobre a amplitude dos processos educativos existentes, ou até mesmo ao surgimento de propostas que se demarcam da trilogia.
O propósito deste artigo é apresentar uma discussão conceptual que permita reflectir, por um lado, sobre a operacionalização destes conceitos, e por outro, questionar a forma como as intersecções, os atravessamentos e os hibridismos podem contribuir para um melhor e mais amplo entendimento dos processos educativos contemporâneos.
Pretende-se num primeiro momento, apresentar e discutir a tipologia das modalidades educativas referidas como educação formal, não formal e informal. Seguidamente parte-se do questionamento da utilidade e possibilidades de instrumentalização destes conceitos para além deste entendimento. Por fim atenta-se em contributos que poderão possibilitar uma reflexão mais alargada sobre estas temáticas.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Bruno, A. (2014). Educação formal, não formal e informal: da trilogia aos cruzamentos, dos hibridismos a outros contributos. Medi@ções, 2(2), 10–25. Obtido de https://mediacoes.ese.ips.pt/index.php/mediacoesonline/article/view/68
Secção
Dossier