Estudo comparativo da Aptidão Física entre jogadores masculinos juvenis de Futsal e de Basquetebol

Ana Pereira, João Penilo, David Pires, Miguel Rodrigues, Patrícia Pereira, Teresa Figueiredo, Paulo Nunes, Mário Espada

Resumo


O futsal e o basquetebol são duas modalidades coletivas praticadas em naves desportivas e com o mesmo número de jogadores de campo. Se no futsal existe um predomínio do uso dos membros inferiores em todos os momentos de jogo, com exceção do guarda-redes que utiliza também os membros superiores, na modalidade basquetebol recorre-se tanto aos membros superiores para fazer os lançamentos, como aos membros inferiores para a deslocação dos jogadores. Deste modo, com o presente estudo científico pretendeu-se comparar as características da aptidão física de cada modalidade em testes específicos e gerais de força, coordenação, velocidade e flexibilidade com o objetivo de analisar os efeitos da especificidade do treino. Recorreu-se a atletas juvenis masculinos de futsal e de basquetebol (n=8, respetivamente) e obtiveram-se os seguintes valores antropométricos: futsal, altura 1.75±0.09 m, peso 67.81±14.27 kg e índice de massa corporal (IMC) 22.05±3.54 kg/m2; basquetebol, altura 1.80±0.06 m, peso 68.53±6.14 kg e IMC 21.16±2.58 kg/m2. Após a aplicação da bateria de testes para análise da aptidão física, observamos diferenças estatisticamente significativas entre as duas modalidades na avaliação da força dos membros superiores (n.º flexões: P=0.018) apresentando valores superiores para a equipa de basquetebol (basquetebol: 28.38±2.13; futsal: 21.13±6.71). No teste de força dos membros inferiores não se verificou uma diferença significativa (Squat Jump: P=0.120; basquetebol: 1.65±0.23 m e futsal: 1.50±0.12 m). Na avaliação da coordenação (sprint 10 m com contorno de obstáculos) os atletas de futsal apresentaram valores superiores comparativamente aos de basquetebol (P=0.000, 7.40±1.49 seg. e 11.84±1.04 seg., respetivamente). Relativamente ao sprint de 20 m livres observou-se o contrário (P=0.013, 3.38±0.21 seg. e 3.13±0.10 seg., respe-tivamente). No entanto, relativamente à análise do sprint e eficácia, ambas as modalidades obtiveram valores idênticos (P=1.000; 0.25±0.46; 0.25±0.46). Por último, nos testes de flexibilidade, verificou-se que os atletas de futsal possuem flexibilidade superior nos 3 testes realizados, comparativamente aos basquetebolistas. Podemos concluir, fundamentalmente, que os jogadores de basquetebol possuem mais força ao nível dos membros inferiores e superiores e mais velocidade e coordenação, mas menor flexibilidade comparativamente aos jogadores de futsal.

Texto Completo:

PDF




MEDI@ÇÕES - Revista Online da ESE/IPS
ISSN: 1647-3078

http://mediacoes.ese.ips.pt
mediacoes@ese.ips.pt