História da Educação de Surdos: O que dizem as Fontes Documentais

Paulo Vaz Carvalho

Resumo


Até ao final do século XIX, a historiografia mundial assentava numa metodologia positivista de explicar a história. Era a história dos factos, das datas e dos heróis. Nos anos 20 do século XX surge a chamada Nova História, um conceito iniciado por Lucien Febvre e Marc Bloch e que se intitulou a “Escola dos Annales”. Esta corrente chamava à atenção para a história dos homens vivendo em sociedade e condicionados por aspectos políticos, económicos, sociais, psicológicos entre outros.
A história da educação de surdos e da comunidade surda tem sido construída, salvo raras exceções, de uma forma ainda positivista e que deu origem a um relato maniqueísta da história, dos heróis e dos vilões, dos bons e dos maus dando pouco ênfase aos contextos históricos, políticos e sociais que como é sabido determinam a ação dos protagonistas da história. A construção da história da Comunidade Surda e da sua educação tem sido baseada em fontes secundarias e quando são utilizadas fontes primárias estão espartilhadas, descontextualizadas e manipuladas servindo mais o propósito dos autores que escrevem sobre elas do que a busca da isenção histórica. Estes erros foram cometidos pelos autores defensores do dito “método oralista” e dos defensores do dito “método gestualista” sendo esta a história que está construída. Esta forma de construir a história deu origem a conflitos, incompreensões e intolerâncias que em nada têm contribuído para o desenvolvimento da educação das pessoas surdas.
O presente artigo tem como objetivo identificar alguns problemas metodológicos na construção da história da educação de surdos, desmitificá-la e apontar soluções para a reconstrução dessa mesma história.

Palavras-Chave: Fontes Históricas, História da Educação de Surdos, História da Comunidade Surda, Metodologias, Nova História, Positivismo.

Texto Completo:

PDF


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.



MEDI@ÇÕES - Revista Online da ESE/IPS
ISSN: 1647-3078

http://mediacoes.ese.ips.pt
mediacoes@ese.ips.pt

Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal | Campus do IPS | Estefanilha | 2914-504 Setúbal | Portugal


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.