Por uma outra cidade criativa, a Galeria de Arte Pública da Quinta do Mocho enquanto experiência de inovação social

Andre Carmo

Resumo


Neste artigo, leva-se a cabo uma reflexão crítica sobre o discurso e a prática da cidade criativa, sugerindo como alternativa a inovação social. O modo como se tem desenvolvido a experiência da Galeria de Arte Pública da Quinta do Mocho, em Loures, coloca em evidência algumas das principais diferenças entre as duas abordagens de transformação urbana, bem como alguns dos desafios que a inovação social enfrenta no decurso da sua materialização concreta. Num momento em que a lógica do urbanismo neoliberal se apropriou da criatividade, da cultura e das artes, tornando-as palavras-chave, torna-se importante demonstrar a existência de formas alternativas de mobilização da criatividade, através da arte pública, com vista a uma mudança sócio-espacial mais inclusiva, participada e justa.

Texto Completo:

PDF




MEDI@ÇÕES - Revista Online da ESE/IPS
ISSN: 1647-3078

http://mediacoes.ese.ips.pt
mediacoes@ese.ips.pt